terça-feira, 30 de dezembro de 2014

O nosso Natal...

Agora que a D. Emília limpou a casa, que desfiz a mesa de Natal e arrumei os novos brinquedos, dou oficialmente encerrado o período caótico do Natal. Ainda que até aos Reis, ou aos meus anos, que é quase a mesma coisa, seja para mim tempo de festa. 

O Natal este ano candidatava-se ao prémio de "o mais calmo de sempre" não fosse Sir Coqui Fofi ter ficado com febre na tarde de dia 24 e por isso do mais carente de mãe possível. Como tínhamos acabado de regressar das nossas férias em Madrid, e eu sabia de ante-mão que não teria muito tempo, tinha já muita coisa congelada ou adiantada para essa noite, mesmo assim, ser mãe e anfitriã ao mesmo tempo não é fácil. Restava apenas a compra e confecção das coisas mais frescas, no entanto até essa foi várias vezes interrompida pelos pedidos de mimos do doentinho. Valeu-me como sempre a ajuda das avós e tudo acabou por correr muito bem. 

A minha mãe costumava dizer que os meninos passam a Noite da Consoada de pijaminha e oferecia-me sempre um novo para estrear nessa noite. Eu mantenho a tradição e depois do jantar em família, deixei-o abrir o primeiro presente da noite, o tal pijaminha, que ele envergou com orgulho. 

Como a tia ia trabalhar ainda essa noite, começou por abrir e dar os seus presentes ainda cedo e a sensação que tenho é que passámos a noite toda nisso. Pelo menos até cerca das 2h. Sim, foi um exagero de presentes para o miúdo, é verdade, mas ele que não acusava sono, só queria brincar com tudo. A cada presente aberto, mesmo os mais simples, tem que ver, explorar, experimentar, e quase temos que lhe impingir novo presente para abrir, já que por ele ficava a brincar com o anterior e bastava-lhe. 

Os dias seguintes foram igualmente passados em família, e com amigos, e em casa mesmo, a descansar a três, das férias e das festas. 
Peço desculpa pela ausência, mas foram dias sem computador e em que a vontade é mais de viver do que própriamente contar. As coisas vão manter-se a meio gás nos próximos dias já que pretendo levar o termo "férias" bem a sério! 

Até lá, acompanhem-nos no INSTAGRAM e continuação de Boas Festas! 










(Natal 2015)

Sem comentários:

Enviar um comentário